quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Entenda a crise da dívida Argentina

Folha de S. Paulo



Entenda a crise da dívida Argentina

A CRISE
Em 1991, a Argentina lançou um plano para zerar a inflação: cada peso valia US$ 1. Para crescer, país se endividou
OS TÍTULOS
Em 2001, o país parou de pagar as dívidas, parte na forma de títulos (papéis que oferece para se financiar)
A RENEGOCIAÇÃO
Em 2005 e 2010, a Argentina ofereceu pagar menos a credores; 92% aceitaram
OS "ABUTRES"
Os que não aceitaram (8%) venderam os títulos a fundos "abutres", que compram dívidas por valores menores
SEM DÓ
Em 16.jun, a Justiça dos EUA decidiu que a Argentina deve pagar US$ 1,3 bi a um dos "abutres", o NML
SEM RECURSOS
Decisão pode se estender a outros credores, e a dívida iria a US$ 15 bi (o país tem reserva de menos de US$ 30 bi)
SEM ACORDO
Apesar do calote técnico após o fracasso do acordo, o governo argentino diz querer negociar
SEM DESCULPAS
Após o calote técnico no último dia 30, o juiz americano Thomas Griesa exigiu que a Argentina siga negociando 

Nenhum comentário: