quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Mudança


Kenneth Maxwell

O papa Bento 16 estabeleceu um precedente nesta semana, ao renunciar ao pontificado, a primeira renúncia papal desde 1415 -quando o papa Gregório 12 deixou o posto para pôr fim ao Grande Cisma Ocidental da Igreja Católica.
A renúncia do papa Gregório 12 não foi voluntária. O último papa que havia renunciado voluntariamente foi Pietro Angelerio, um monge e eremita de 79 anos que deixou o posto em 1294. Depois de cinco meses como papa Celestino 5º, ele declarou que a abdicação de um papa era possível, e abdicou.
O papa Bento 16 deixará o pontificado em 28 de fevereiro. Aos 85 anos, ele declarou que já não tem a "força de corpo e mente" requerida para continuar. Angelo Sodano, decano do colégio de cardeais, declarou que o anúncio, feito em latim durante uma reunião de cardeais em um consistório no Palácio Apostólico, "pegou a todos de surpresa". Porém o reinado do papa Bento 16 foi marcado por controvérsias, especialmente as relacionadas a abusos sexuais praticados por religiosos.
O ano de 1415 foi memorável por outro acontecimento. Naquele ano, os portugueses conquistaram Ceuta, a fortaleza no lado africano do estreito de Gibraltar, o que deu início à expansão da Europa na África do Norte e, mais tarde, na Ásia e no Brasil. O enclave de Ceuta foi a única porção do Império Português que se alinhou com a Espanha em 1640, quando da independência de Portugal, e foi formalmente cedido por Portugal aos espanhóis em 1668.
A semana também foi notável porque a Coreia do Norte realizou um teste nuclear. Foi o terceiro teste nuclear do país, mas o primeiro a ser realizado sob o governo de Kim Jong-un, depois do lançamento bem-sucedido de um satélite em dezembro. A China aderiu aos protestos internacionais contra o teste.
Nesta semana, o Partido Comunista Francês (PCF) abandonou a foice e o martelo como ilustração de suas carteirinhas de associado. O emblema dos camponeses e proletários está sendo substituído por uma estrela de cinco pontas representando a esquerda europeia, uma aliança frouxa que inclui a Frente Esquerdista francesa.
O PCF foi fundado em 1920 e, no ápice de sua influência, tinha 26% dos votos no país, 182 assentos no Legislativo e indicou ministros em diversas gestões socialistas. Hoje, tem apenas 10 cadeiras no Legislativo, depois de conquistar 6,8% dos votos na eleição geral de 2012.
Pierre Laurent, secretário-geral do PCF, disse que a foice e o martelo já não representavam as realidades cotidianas: "Queremos nos voltar para o futuro... [o símbolo] não é tão relevante para uma nova geração de comunistas".

Nenhum comentário: