quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Salário e ambição


Kenneth Maxwell


A "Chronicle of Higher Education" é uma revista especializada voltada aos acadêmicos norte-americanos. Nesta semana, ela publicou os resultados de uma pesquisa sobre a remuneração dos reitores de 493 instituições privadas de ensino superior nos EUA, de acordo com suas declarações de renda para o ano de 2010.
A pesquisa constatou que os reitores mais bem pagos recebiam benefícios que o setor privado já abandonou. Entre os 50 reitores mais bem pagos de universidades privadas, a "Chronicle" apontou que metade recebia dinheiro das instituições para pagar os impostos sobre bonificações e benefícios.
É uma prática que caiu em desfavor em muitas companhias de capital aberto, cujos conselhos decidiram que suas vantagens não bastavam para compensar a indignação que isso causa entre os acionistas. Essa forma de remuneração "se tornou radiativa nos dez últimos anos", disse à publicação Mark Borges, especialista em remuneração de executivos.
O reitor mais bem pago em 2010 foi Bob Kerrey, que recebeu US$ 3 milhões para dirigir a New School University, em Nova York. O total inclui uma "bonificação de retenção" de US$ 1,2 milhão, que, segundo a New School, serve para "garantir uma transição tranquila para seu sucessor".
Apenas três das escolas de ensino superior contatadas pela "Chronicle" ofereceram informações adicionais sobre os pagamentos não salariais que conferem aos seus reitores.
Uma delas é a Universidade Columbia, cujo reitor, Lee Bollinger, recebeu US$ 13.556 isentos de impostos para cobrir pagamentos de apólices de seguro. Bollinger detinha o sétimo posto no ranking dos reitores mais bem pagos, com remuneração de US$ 1.932.931 em 2010, da qual só 49,2% correspondia ao seu salário-base. A reitora da Universidade Harvard, Drew Gilpin Faust, recebeu US$ 875.331 em 2010; ficou em 47º lugar no ranking dos reitores mais bem pagos, e o salário-base respondia por 80,6% de sua remuneração.
Bob Kerrey recebeu a medalha de honra por sua bravura quando serviu numa unidade Seal da Marinha na Guerra do Vietnã; ele perdeu parte de uma perna como resultado de ferimentos sofridos em combate. Pouco depois de assumir seu posto na New School, em 2001, um de seus segredos mais sombrios foi revelado:
o massacre de 13 mulheres e crianças desarmadas pela sua unidade de comando, em Thanh Phong, no delta do rio Mekong, Vietnã, em 1969.
Kerrey foi governador de Nebraska, pelo qual também foi senador. Ele renunciou à reitoria da New School no fim de 2010 e tentou voltar ao Senado. O democrata Kerrey terminou derrotado pela deputada estadual e pecuarista republicana Deb Fischer, por 58% a 42% dos votos.

Nenhum comentário: