quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Cristina Kirchner reassume Presidência e exibe cicatriz


Mandatária estava de licença médica desde o início deste mês, após suspeita de câncer

SYLVIA COLOMBO
DE BUENOS AIRES


A presidente argentina, Cristina Kirchner, reassumiu ontem o cargo, após licença médica, exibindo a cicatriz no pescoço causada pela operação de tireoidectomia realizada no último dia 4.
Disse: "Eu ia colocar um lenço, mas aí o 'Clarín' ia dizer que eu não fui operada".
Ela referiu-se à polêmica desatada pelo jornal opositor, que questionou a necessidade da operação, uma vez que se comprovou que o primeiro diagnóstico estava errado e que Cristina não tinha um câncer, mas sim um adenoma folicular (benigno).
Comentou que ficou impressionada com a confusão que se armou após a divulgação do "falso positivo" e agradeceu à militância e aos que torceram pela recuperação.
No ato na Casa Rosada, estava vestida de negro. Aventava-se que ela poderia aproveitar a ocasião para deixar o luto, que mantém desde a morte de Néstor Kirchner, em outubro de 2010. O vestido negro, porém, tinha brilho nos braços e discreto decote.
Um pouco rouca, respondeu às críticas do premiê britânico, David Cameron, que havia acusado a Argentina de ser "colonialista" por reivindicar a soberania das ilhas Malvinas. Cristina disse que o Reino Unido não podia usar essa palavra enquanto ainda mantinha colônias de seu poderoso império do passado.

Nenhum comentário: