terça-feira, 22 de novembro de 2011

Governo argentino cria instituto para 'reescrever' história do país

Presidente Cristina vem sendo criticada por reivindicar fatos



LUCAS FERRAZ
DE BUENOS AIRES


O governo argentino anunciou ontem a criação de um instituto que terá o objetivo de reescrever a história do país. Ou, nas palavras do decreto da presidente Cristina Kirchner, o órgão vai "difundir a vida e obra de personalidades que não receberam o reconhecimento adequado".
O Instituto Nacional de Revisionismo Histórico Argentino e Ibero-americano Manuel Dorrego será dirigido pelo historiador Mario "Pacho" O'Donnell. Dorrego (1787-1828), que dá nome ao novo órgão, foi um dos próceres da independência argentina.
Uma das marcas do peronismo -em especial do kirchnerismo, subdivisão do movimento- é promover a revisão histórica de fatos.
"A história argentina é muito distorcida, e muitos feitos, como as batalhas de independência, são contados pelo relato dos vitoriosos, da oligarquia", disse O'Donnell.

Nenhum comentário: