sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Congresso ouve denúncias a Mães de Maio

ARGENTINA

DE BUENOS AIRES - O ex-diretor da Associação das Mães da Praça de Maio, Sérgio Schoklender, 53, apresentou-se ontem no Congresso argentino para expor acusações contra a entidade e o governo de Cristina Kirchner.
Segundo ele, a associação de direitos humanos é "um grande caixa" que financiou atividades do kirchnerismo.
Schoklender foi ao Congresso, após convite da oposição, para falar sobre as denúncias que apresentou à revista "Notícias" no fim de semana -acusado de desviar dinheiro público, ele disse que o grupo financiou parte da campanha de Cristina e que a líder das Mães, Hebe de Bonafini, movimentou ilegalmente mais de € 2 milhões em contas no exterior.
Durante a tarde, enquanto Schoklender falava no Congresso, Bonafini discursou na Praça de Maio, onde tradicionalmente ocorrem as passeatas promovidas pelo grupo. Referindo-se ao ex-braço direito, disse que havia sido aberto "um ninho de ratos no Congresso", como "na ditadura".

Nenhum comentário: