sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Sinais de execução sumária surgem na capital da Líbia

Cadáveres com as mãos amarradas são encontrados, de rebeldes e pró-Gaddafi; caos aumenta na cidade


Youssef Boudlal/Reuters
Corpos com sinais de execução sumária perto do complexo de Gaddafi

DE SÃO PAULO

Sinais de execução sumária, por parte de rebeldes e de gaddafistas, surgiram ontem em Trípoli, demonstração de que aumenta o caos na cidade.
Mesmo assim, os rebeldes anunciaram a transferência de sua "capital" de Benghazi (no leste) para Trípoli, num sinal de que controlam o país.
Ontem, eles chegaram a anunciar que encurralaram Muammar Gaddafi, mas o ditador escapou. Em Nova York, o Conselho de Segurança da ONU desbloqueou US$ 1,5 bilhão (R$ 2,4 bi) em bens líbios congelados nos EUA, para serem utilizados pelos rebeldes na reconstrução da Líbia.
Em Buenos Aires, o chanceler brasileiro, Antonio Patriota, disse que o país é solidário com as aspirações do povo líbio de derrubar a "autocracia" representada por Gaddafi.

Nenhum comentário: