segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Familiares dos estudantes se unem a protestos no Chile

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS - Pelo menos 100 mil pessoas, entre professores, estudantes e seus familiares protestaram ontem em Santiago, capital do Chile, no "domingo familiar pela educação". A estimativa é dos organizadores.
"Estamos animados porque estamos alcançando mais chilenos", disse Camilo Vallesteros, líder estudantil.
Há três meses, acontecem no Chile mobilizações de estudantes e professores que reivindicam educação de qualidade, gratuita e o fim do lucro nas universidades.
O presidente chileno, Sebastián Piñera, cuja popularidade caiu para 26%, disse que os estudantes "não são os únicos cidadãos no país" que o governo deve atender.

Nenhum comentário: