quarta-feira, 13 de julho de 2011

Brasil e EUA lideram projeto para promover transparência de Estados

Parceiro "deu vários passos para tornar governo mais aberto", diz Hillary

LUCIANA COELHO
DE WASHINGTON

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e o chanceler brasileiro, Antonio Patriota, trocaram elogios ontem ao anunciar uma iniciativa internacional para promover a transparência dos governos no mundo.
A Parceria sobre Transparência Governamental -capitaneada pelo Brasil e pelos EUA- é o primeiro projeto conjunto de escopo internacional a ser lançado após Dilma Rousseff assumir a Presidência, em janeiro.
Patriota definiu a iniciativa como "evolução gradual" da relação entre os dois países, mas afirmou que sua raiz vem do governo Lula.
Analistas políticos americanos têm constantemente se referido a uma melhora nos laços entre Brasil e EUA desde a mudança de governo -visão que a diplomacia brasileira rechaça.
"A [iniciativa] reflete o compromisso dos dois países em termos de igualdade de posições, de trocar experiências", afirmou o ministro.
"O Brasil deu vários passos para tornar seu governo mais aberto e acessível à sua população", disse Hillary, declarando-se "orgulhosa" de encabeçá-lo com o país.
O protocolo, que será lançado em setembro na Assembleia-Geral da ONU, recebeu a adesão de 60 países. Brasil e EUA liderarão o comitê supervisor no primeiro ano.

Nenhum comentário: