quarta-feira, 20 de julho de 2011

Bebida adulterada mata 42 e governo decreta lei seca

EQUADOR


DE SÃO PAULO - O Equador anunciou ontem estado de emergência e lei seca durante três dias, depois que 42 pessoas morreram intoxicadas por ingerir álcool envenenado no último domingo. Elas participaram de um festival no litoral, onde teriam consumido bebidas alcoólicas contaminadas. A suspeita principal recaiu sobre a aguardente e os destilados artesanais vendidos na região. O número de intoxicados é de 105, segundo o governo. Autoridades constataram que a aguardente continha metanol, uma substância nociva.
O estado de exceção deve durar dois meses, e nesse período o governo pretende mobilizar policiais e militares contra a "crise do álcool adulterado". A bebida contaminada teria sido misturada com álcool industrial, o que causa dor de cabeça, vômitos e pode levar a perda da visão, falha renal e morte.
Folha de São Paulo, 20/07/2011

Nenhum comentário: