quarta-feira, 6 de julho de 2011

Austrália tem lei que faz mulher tirar burca

Estado aprova legislação que permite à polícia obrigar muçulmanas a mostrar o rosto

HAROON SIDDIQUE
DO "GUARDIAN"

A polícia do Estado mais populoso da Austrália ganhou mais poderes para ordenar a muçulmanas que removam burcas e outras peças que cobrem seus rostos, caso sejam suspeitas de um crime.
A lei foi aprovada pelo governo de Nova Gales do Sul anteontem, em resposta a um caso no qual uma muçulmana teve uma sentença de seis meses de prisão revogada quando seu recurso foi julgado, em razão de dúvidas quanto a sua identidade.
O premiê estadual, Barry O'Farrell, afirmou: "Não me importo se uma pessoa está usando um capacete de motociclista, uma burca, um niqab, um véu de rosto ou qualquer outra coisa. A polícia tem de ser autorizada a exigir que essas pessoas se identifiquem claramente."
Anteriormente, a polícia podia ordenar às mulheres que tirassem os véus se fossem suspeitas de um crime grave. Agora, ela pode fazê-lo independentemente da gravidade do suposto delito.
Qualquer pessoa que se recusar a obedecer pode ser multada em R$ 9.100 ou condenada a um ano de prisão.
As leis ganharam o apoio de grupos muçulmanos no Estado, mas um grupo de defesa das liberdades civis questionou a necessidade dessa legislação.
Outro Estado, a Austrália Ocidental, deve seguir o exemplo de Nova Gales do Sul e aprovar lei semelhante.
Meses atrás, a França proibiu o uso da burca. A medida foi recebida com críticas por diferentes setores da população, na época.

Folha de São Paulo, 06/07/2011

Nenhum comentário: