quinta-feira, 2 de junho de 2011

Cai vantagem de direitista, e Bolsa de Lima despenca

PERU


PATRÍCIA CAMPOS MELLO
ENVIADA ESPECIAL A LIMA

Caiu a vantagem da candidata direitista Keiko Fujimori sobre o esquerdista Ollanta Humala e os dois estão tecnicamente empatados nas últimas pesquisas para a eleição presidencial no Peru, que será realizada no domingo.
Com a percepção de um novo fôlego na candidatura Humala, o mercado financeiro reagiu negativamente: a Bolsa de Lima caiu 5,95%.
Vazou para o mercado ontem uma pesquisa privada da Datum, que mostraria uma queda da vantagem de Keiko sobre Humala para dentro da margem de erro.
Na última pesquisa pública Ipsos/Apoyo, divulgada domingo, Keiko tinha 41% das intenções e Humala estava estável com 39%.
Keiko, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, que cumpre pena de 25 anos de prisão, é a preferida dos investidores, da classe média de Lima e dos pobres no norte do país. Já Humala tem o voto dos intelectuais e da classe baixa no sul.
Humala desperta rejeição por sua percebida proximidade com o presidente venezuelano, Hugo Chávez.
"Fujimori ainda está na frente, mas sua vantagem caiu porque a campanha negativa a está prejudicando", diz Erasto Almeida, analista do Eurasia Group.

Folha de São Paulo, 02/06/2011

Nenhum comentário: