sexta-feira, 27 de maio de 2011

TROPA DE HOLLYWOOD

Toda Mídia

NELSON DE SÁ -
nelsonsa@uol.com.br

Dilma e as opções

Bastou uma semana de campanha no "Jornal da Record", falando em "pais indignados" e "medo de que o material incentive crianças a adotar a postura homossexual". Em blog, Edir Macedo postou que a "Constituição garante o direito de não desejar filho gay". Até que a "presidente manda cancelar cartilhas sobre homossexualismo", anteontem na escalada da Record -destaque também no "Jornal Nacional", mas sublinhando serem "contra a homofobia".
E ontem, na manchete da mesma Record, "Dilma declara que não será permitido a nenhum órgão do governo fazer propaganda de opções sexuais".


hollywoodreporter.com
Na Tríplice Fronteira, o cineasta José Padilha pesquisa para nova produção _em inglês

//TROPA DE HOLLYWOOD
Anteontem o "Variety" noticiou que José Padilha, de "Tropa de Elite", é cotado para dirigir "Wolverine", da Fox, além de estar vinculado a "Robocop", da MGM. E ontem o "Hollywood Reporter" entrevistou Padilha, hoje cliente da agência CAA, direto da Tríplice Fronteira, onde "conduz pesquisas" para outra produção, "Tri-Border".
Promete "um filme político escondido num filme de ação", com "máfias chinesa e sérvia, traficantes bolivianos, colombianos e brasileiros, contrabandistas libaneses suspeitos de ajudar o Hezbollah, policiais e políticos corruptos de Brasil, Paraguai e Argentina".
O mesmo "Hollywood Reporter" deu há dois meses um estudo da Rand Corp., denunciando que "a pirataria de filmes ajudou grupos terroristas" na Tríplice Fronteira, citando "conhecido pirata de DVDs" que é também "terrorista global", segundo classificação de 2004 dos EUA.


Chris Ratcliffe/nytimes.com
No G8, ontem, Obama, Sarkozy e outros líderes

//"VELHA GUARDA OCIDENTAL"
No enunciado do "New York Times" para a cúpula na França, ontem, "Crise do euro assombra G8". Afirma que o grupo "foi ofuscado pelo G20, em que emergentes como a China, a Índia, o Brasil e a África do Sul também têm assento".
E destaca, de David Shorr, da Stanley Foundation, que o G8 é hoje um "clube da velha guarda ocidental", já sem "os atores-chave para enfrentar os grandes desafios".

Campanha Bric Na chamada do "Wall Street Journal" para sua entrevista com a francesa Christine Lagarde, ela "prepara turnê global pelo FMI". Segundo o jornal, fará "paradas obrigatórias na China, no Brasil e na Índia". E o diretor brasileiro no Fundo, Paulo Nogueira Batista Jr., considerou "positivo que ela troque ideias com as autoridades brasileiras". E no enunciado do "FT" para sua entrevista com Lagarde, ela "oferece maior voz para os emergentes".

Dinheiro dos outros A "Economist", no editorial "Hora de mudar", diz que "europeu, mesmo talentoso, não deve chefiar o FMI". Chama a convenção de ser europeu "uma vergonha" e cobra um Fundo "imparcial".
E Simon Johnson, ex-economista-chefe do FMI, escreve no "NYT" que Lagarde é "explicitamente uma representante dos interesses da zona do euro" e "personifica a estratégia de apostar na ressurreição europeia com o dinheiro dos outros".

//FACEBOOK E GOOGLE, JUNTOS
Na manchete on-line do "FT" para o primeiro dia do G8, "Chefes da internet se unem contra regulação". "Normalmente concorrentes ferozes", Mark Zuckerberg, do Facebook, e Eric Schmidt, do Google, "confrontaram seus eventuais reguladores" em pronunciamento a Obama, Nicolas Sarkozy, Angela Merkel etc. "Regras sobre propriedade intelectual e privacidade podem bloquear inovação", foi a mensagem.
Folha de São Paulo, 27/05/2011

Bobby Yip/reuters.com
Na Reuters, fábrica da Foxconn em Guangdong

//"HIGH-TECH"
Na manchete on-line do "Valor", "Brasil terá fábrica de telas de tablet em três anos", o primeiro país fora da Ásia -onde a fabricação se restringe a China, Japão e Coreia do Sul.
Em longa análise, a Reuters destacou que as "perspectivas do iPad estimulam aceleração "high-tech" do Brasil". Diz que "o desenvolvimento de uma cadeia de produção eletrônica ajudará a reduzir um dos maiores desequilíbrios do Brasil" -em manufaturados, com a China e outros.



Leia mais, pela manhã, em www.todamidia.folha.blog.uol.com.br

Nenhum comentário: