sábado, 21 de maio de 2011

Justiça invalida informações de computador de ex-líder das Farc

COLÔMBIA
 

DE CARACAS - Para a Corte Suprema colombiana, os documentos encontrados nos computadores de Raúl Reyes, então número 2 das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), morto em 2008, não são válidos como prova em processos na Justiça.
O tribunal divulgou parecer nesta semana no qual considera que a documentação apreendida na operação que matou Reyes no Equador não cumpre com os requisitos de coleta de evidência judicial.
O arquivo de 6 milhões de palavras foi compilado e triado pelo governo da Colômbia.
A decisão se refere ao caso do ex-deputado esquerdista Wilson Borja, acusado de vinculação com as Farc com base nas mensagens.
Folha de São Paulo, 21/05/2011

Nenhum comentário: