domingo, 8 de maio de 2011

Diplomata dos EUA para a AL deixa o posto

Arturo Valenzuela voltará a universidade

DE WASHINGTON

O mais alto diplomata dos EUA para América Latina, Arturo Valenzuela, confirmou ontem que sairá do posto no máximo em agosto. Ainda não foi anunciado quem o substituirá.
A explicação oficial é que acabou a licença de dois anos como professor na Universidade Georgetown.
Segundo diplomatas, o plano do subsecretário de Estado para o hemisfério Ocidental sempre foi o de retornar a Georgetown, mas não estava claro quando ele assumiu se conseguiria uma extensão da licença.
O Departamento de Estado negou que a mudança indique nova direção política para a América Latina. Os últimos dois anos foram marcados por expectativas frustradas sobre uma maior aproximação dos EUA com a região.
A expectativa agora é que o próximo subsecretário seja um diplomata de carreira e não um indicado político. Como o mandato do presidente Barack Obama está na segunda metade, um político dificilmente aceitaria um cargo complicado.
Valenzuela continuará no Departamento de Estado até que seja escolhido um novo nome para o posto.
O chileno-americano assumiu em agosto de 2009, depois de um longo processo de aprovação de sua indicação pelo Senado. Ele substituiu Thomas Shannon, que hoje é embaixador dos EUA no Brasil. (ANDREA MURTA)

Nenhum comentário: