quinta-feira, 14 de abril de 2011

Morre empresário que comprou revista "Newsweek" por US$ 1

MÍDIA

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS - Sidney Harman, o empresário que espantou o mundo da mídia ao comprar a revista "Newsweek" por US$ 1, morreu anteontem em decorrência de uma leucemia. Ele tinha 92 anos.
A compra da revista semanal ocorreu no ano passado junto ao grupo Washington Post. Com a operação, o empresário assumiu as dívidas da empresa, estimadas em dezenas de milhões de dólares.
No final de 2010, a "Newsweek" fundou-se com o site The Daily Beast. De acordo com sua família, Harman participou ativamente das operações da "Newsweek" até o mês passado.
Harman construiu uma fortuna -estimada em US$ 500 milhões pela "Forbes"- vendendo equipamentos de som na companhia que fundou.
A Harman Kardon popularizou o som de alta fidelidade, o "hi-fi", no final dos anos 1950. O som estéreo, que antes era disponível apenas nos estúdios profissionais, começou a ser usado em casas e carros.
Harman também envolvia-se ativamente na política, na academia, na filantropia e, desde agosto do ano passado, na publicação de revistas. Ele era casado com a ex-congressista democrata Jane Harman.
O empresário detinha a cadeira de presidente na University of Southern California e ajudou a estabelecer um novo programa de educação para estudantes de doutorado.
Entre 1977 e 1978, foi subsecretário de Comércio dos EUA, no governo Carter.
Folha de São Paulo, 14/11/2011

Nenhum comentário: